PRESIDENTE DA ALERGS DEFENDE RETIRADA DE PEDIDO DE URGÊNCIA EM CAFÉ DA MANHÃ PROMOVIDO PELO MUS
Data de publicação: 4 Dez 2019

Os servidores públicos receberam mais um apoio formal na defesa do serviço público. Em um café da manhã promovido pelo MUS RS - Movimento Unificado dos Servidores, nesta quarta-feira, 04, no Salão Júlio de Castilhos da Assembleia Legislativa do RS. O presidente da Casa, deputado Luis Augusto Lara, manifestou, que o "ideal seria o Executivo retirar o pedido de urgência das medidas que compõem o pacote da Reforma Estrutural do Estado. Pelo regimento, ao ser enviado com esse pedido, a matéria passa a trancar a pauta de votação após 30 dias, o que neste caso acontecerá no dia 17 de dezembro". O Movimento Unificado atualmente reune mais de 80 entidades sindicais e associativas em nível municipal e estadual, sendo a Fessergs uma das entidades fundadoras ainda em 2015.
 

O presidente da Assembleia disse que essa posição já foi repassada ao governador Eduardo Leite, durante encontro, na última segunda-feira, no Palácio Piratini. A justificativa é a complexidade das medidas. Lara é do PTB, partido da base aliada do governo e do vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior.
 


Na ocasião, foi apresentado um estudo técnico com críticas às mudanças propostas pelo Executivo. Segundo o presidente da Fessergs, Sérgio Arnoud, que apresentou a análise aos deputados, "o projeto impacta apenas nos servidores, ao invés de focar na geração de receita, além de modificar profundamente os planos de carreira e a previdência dos servidores.
 

Estiveram presentes deputados de seis partidos, tanto da oposição, como da base do governo: PT, PTB, PDT, PSB, DEM e PSOL.