Manifestação do dia 14 demonstra que ninguém aceita Reforma da Previdência
Data de publicação: 18 Jun 2019

A greve geral da última sexta-feira (14) foi considerada positiva na avaliação das centrais sindicais, que agora se preparam para ir a Brasília,  para entregar aos presidentes da Câmara e do Senado o abaixo-assinado que sindicatos de todo o país se empenharam em coletar contra a reforma da Previdência. Mesmo com alterações no texto feitas pelo relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), os dirigentes mantêm as críticas ao projeto para garantir que os direitos dos trabalhadores públicos e privados não sejam derrubados. Aqui no sul a FESSERGS e a CSB estão com um trabalho intenso em todos os cantos do estado. No dia 14 não teve lugar nesse Rio Grande onde não se visse uma bandeira e um representante da Central dos Sindicatos Brasileiros. Somos FEMERGS, municipários, somos FESSERGS, servidores do RS, somos CSB, trabalhadores de todo Rio Grande.