O presidente da Federação, Sérgio Arnoud, acompanhou a assembleia realizada na Praça da Matriz, onde os servidores decidiram adotar operação-padrão a partir do dia 16 no Estado. Isso significa que policiais militares e bombeiros que aderirem não sairão dos batalhões usando munições e coletes vencidos nem em viaturas com pneus carecas. As entidades que representam os servidores também convocaram as mulheres dos militares para impedirem a saída dos policiais de dentro dos quartéis a partir do dia 17.