A decisão foi de organizarem-se numa Coordenação Estadual de Servidores e apoiar integralmente estas atividades, contribuindo para a divulgação e organização dos atos e manifestações. Sempre levando, também, as bandeiras próprias da categoria, como o fim da estabilidade no serviço público e os combates à terceirização e às privatizações.