AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DOS SERVIDORES É CONFISCO!
Data de publicação: 20 Fev 2019

A Fessergs considera a implementação de contribuição extra de 8% para os servidores um verdadeiro CONFISCO, pois aumentaria dos 14% pagos atualmente para 22% e ao somar esse percentual aos demais descontos que são 27,5% de imposto de renda + 3,1% de IPE Saúde, teremos um total de 52,6% no contracheque dos servidores. Isso em vencimentos que estão há mais de cinco anos sendo corroídos pela inflação. "Desta forma o servidor público estadual estará praticamente pagando para trabalhar", afirma o presidente da Fessergs, Sérgio Arnoud. A Federação já deixou clara sua contrariedade no diálogo que manteve com o governador Eduardo Leite na ocasião de sua visita à entidade no dia 07 de fevereiro e já começa nesta quinta-feira a pressão sobre os deputados, visitando um a um para buscar seu apoio contra o aumento dessa alíquota, contra as privatizações da CEEE, CRM e Sulgás e contra a Liminar que pretende reduzir jornada e remuneração do servidor público. A Fessergs julga que essas medidas representam retirada de direitos e um ataque ao serviço público que refletirá diretamente na sociedade.

 

t

o

p